Esqueceu a senha? Clique aqui

Cadastre-se

Elipse Alarm Manager

Obtenha uma operação mais eficiente e segura do seu processo com o Elipse Alarm Manager.

A explosão da quantidade de dispositivos conectados e o crescimento contínuo das informações que necessitam de monitoramento de tempo real levaram à criação de uma enorme quantidade de alarmes nos sistemas de supervisão, com frequentes situações de sobrecarga para os operadores e representando riscos de acidentes e danos físicos, financeiros e ambientais.

 

Situação atual

 

É comum encontrar problemas de gerenciamento de alarmes em muitas unidades industriais e salas de gerenciamento atuais. As principais causas são:

  • Alarmes são criados indiscriminadamente em sistemas SCADA, geralmente sem uma política corporativa;
  • Operadores são sobrecarregados por alarmes, não somente devido à quantidade, mas também devido à fraca distinção do que é urgente ou não;
  • Muitos operadores necessitam atender a mais de 1200 alarmes por dia;

Alarmes devem ajudar operadores a detectar e tomar medidas no intuito de corrigir falhas no processo, e não apenas indicar uma situação qualquer em variáveis, de forma isolada.

 

Por que há um excesso de alarmes?

 

As causas podem ser várias, como:

  • Alarmes sendo adicionados continuamente;
  • Alterações em processos e equipamentos;
  • Alarmes desenvolvidos inadequadamente;
  • Degradação nos equipamentos ao longo do tempo;
  • Mudanças temporais, como partida ou parada do processo;
  • Na maioria dos casos, a definição de alarmes e a política de criação não tem lugar no processo operacional ou no gerenciamento do sistema.

 

Motivos para gerenciar alarmes

 

O gerenciamento de alarmes é necessário algumas das situações abaixo:

  • Melhorar as condições de trabalho do operador, balanceando a carga de trabalho;
  • Melhorar a confiabilidade do sistema;
  • Garantir melhores condições ambientais e de segurança;
  • Evitar paradas não planejadas ou interrupções no processo;
  • Contribuir para o processo de estabilidade e eficiência operacional, maximizando o retorno financeiro.

 

Elipse Alarm Manager (EAM)

 

O Elipse Alarm Manager (EAM) tem como objetivo auxiliar a gestão do ciclo de vida dos alarmes no que tange a mineração e pesquisa de dados, indicando quais ações ou alterações devem ser feitas nas definições dos alarmes para que se obtenha o melhor comportamento do sistema. Os relatórios gerados pelo EAM permitem verificar uma série de informações relativas ao comportamento dos alarmes ao longo do tempo.

Por exemplo, é possível detectar a quantidade de alarmes que está sendo gerada por dia ou por hora no sistema ou em determinadas áreas do processo, e então saber se o operador está sofrendo uma sobrecarga de alarmes, ou mesmo se essa quantidade ocorre apenas em determinados momentos. A partir daí, é possível realizar um aprofundamento (drill down) e verificar quais alarmes estão ocorrendo mais vezes.

Além disso, pode-se detectar a média de alarmes em intervalos determinados para saber se o comportamento é constante ou se tem aumentado, ou ainda detectar se, por acaso, algum alarme não está recebendo a devida atenção e, por isso, está ficando ativo por muito tempo ou demorando muito para ser reconhecido. Ao analisar os dados dos relatórios do EAM, é possível identificar que um equipamento está com problema, se está mal configurado ou precisa ser ajustado para se adequar a uma alteração ocorrida no processo.

O EAM é composto de três programas: Collector, Server e Client.

EAM Collector é o programa instalado geralmente no mesmo computador e/ou mesma rede do banco de dados SQL Server que está armazenando os alarmes do Elipse E3 e/ou do Elipse Power. O collector lê os dados deste banco e envia para o EAM Server através de uma conexão que permite tráfego através de firewalls.

EAM Server é o programa que processa os alarmes enviados pelo Collector. O Server normaliza os alarmes e os guarda em um Data Warehouse (banco de dados específico para relatórios). Além de transformar e guardar estes dados, ele oferece uma API REST com serviços prontos para a geração de relatórios; para isto, basta que sejam enviadas requisições HTTP com os pedidos para que o EAM Server retorne os dados em formato JSON. Uma grande vantagem, neste caso, é a possibilidade de integrar o EAM com outros sistemas ou ferramentas de relatórios como o Microsoft Power BI ® ou SQL Server Reporting Services ® (SSRS). Além disso, o EAM conta com um programa cliente que também utiliza esses mesmos serviços e gera em uma interface amigável, eficiente e multi-plataforma, todos os relatórios e recursos oferecidos pelo Server.

EAM Client é este programa web, responsivo e compatível com os principais navegadores do mercado (Chrome®, Mozilla Firefox® Internet Explorer® 10+). Com o Client portanto, você acessa todos os relatórios disponíveis pelo Server em qualquer lugar e nos mais variados dispositivos como desktop, notebook, smartphone, tablet e smart TV.

 

Análises mais rápidas a qualquer hora e qualquer lugar

 

A nova versão do EAM foi totalmente reconstruída para funcionar nos principais navegadores do mercado e nos mais variados tamanhos de tela, desde a TV até o smartphone. Além destes fatores, sua interface moderna e de alta performance, é capaz de gerar relatórios com uma velocidade dez vezes maior em um ambiente mais produtivo para o analista.

A nova versão do EAM conta com seu próprio Data Warehouse, que mantém os dados normalizados,  trazendo um considerável ganho em desempenho na geração de relatórios. Você só precisa se preocupar em instalar o coletor de dados e deixar ambos os programas, coletor e servidor, realizarem o trabalho de mineração de dados e otimização de relatórios para que sua análise seja mais eficiente.

A nova ferramenta de pesquisa por critério do EAM permite pesquisar em múltiplos domínios Elipse de uma única vez, uma interface concisa e repensada para você focar somente em informações significantes do seu processo.

  Compartilhar