Esqueceu a senha? Clique aqui

Cadastre-se

Elipse Self-Healing é apresentado no Sendi 2014

14/11/2014

Considerado o maior evento de distribuição de energia elétrica da América Latina, o Sendi 2014 – XXI Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica foi realizado entre os dias 8 e 13 de novembro, no Mendes Convention Center, em Santos. Promovido pela Abradee – Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica em parceria com a CPFL, o evento reuniu algumas das maiores empresas do setor. Entre elas, a Elipse Software que apresentou o módulo Self-Healing de sua solução Elipse Power ADMS (Advanced Distribution Management System).

Estande da Elipse

Estande da Elipse

A tecnologia visa manter o maior número possível de cargas energizadas, sem violar nenhum limite operacional dos equipamentos ou sistema, após a ocorrência de um defeito em algum ponto da rede. Ao detectar uma violação, o software calcula quais os religadores devem ser operados e envia os comandos de abertura e fechamento destes equipamentos. Dessa forma, a solução é capaz de tomar decisões de forma rápida e autônoma, reduzindo significativamente o tempo e o número de consumidores desenergizados ao isolar o problema e restabelecer a energia elétrica através de caminhos alternativos na rede.

Pela recomposição mais rápida dos trechos sadios, alcança-se a diminuição dos indicadores de duração individual, média e máxima das interrupções no fornecimento de energia (DIC, DEC e DMIC). Tendo-se em vista que paradas inferiores a 3 minutos não resultam em penalidades por parte da ANEEL, a solução Self-Healing contribui também para diminuir os indicadores individuais e médios de frequência das interrupções (FIC e FEC), agregando melhorias nos índices de continuidade no fornecimento de energia às distribuidoras e consumidores.

Engenheiro Tiago Santos demonstrando o funcionamento da tecnologia Self-Healing

Engenheiro Tiago Santos demonstrando o funcionamento da tecnologia Self-Healing

Por diminuir o número de falhas na rede, o software reduz os custos com manutenção. A integração com sistemas geo-referenciados GIS permite à tecnologia atualizar automaticamente a topologia da rede e identificar rapidamente os dispositivos a serem operados, economizando tempo e recursos das concessionárias. Além disso, o uso de simuladores e gateways de comunicação torna possível avaliar diferentes cenários e comportamentos, passados ou futuros, da solução. Isto, somado ao fato de utilizar menos lógicas, diminui os custos no comissionamento e configuração do sistema.

Mais informações sobre o Elipse Self-Healing, entre em contato.